Timeless

Flynn leva a equipa a viajar até ao ano de 1754, em plena guerra franco indígena! Rufus vê-se obrigado a roubar materiais de um forte francês, para conseguir reparar o barco em que viajam senão... arriscam-se a não poder regressar!
No tempo presente, Denise começa a desconfiar cada vez mais de Mason.

Anúncio
nbc_timeless_journal_frenchindianwar_01_0

A Guerra Franco-Indígena é o nome dado ao conflito ocorrido entre 1754 e 1763 entre os britânicos e os franceses, na suas colônias na América do Norte, tendo sido um dos teatros da Guerra dos Sete Anos. Ambos os lados possuíam povos nativos americanos como aliados. Os algonquinos e os hurões estavam do lado francês e os iroqueses do lado britânico.

Por volta de 1756, a França alcançou uma superioridade militar local e seus fortes localizados em lugares estratégicos evitaram a expansão britânica na região. Contudo, o segredo da vitória colonial era o controle das linhas de comunicação e, por conseguinte, o poder naval. A eclosão da Guerra dos Sete Anos na Europa transformou a luta local. Enquanto a França estava limitada pelos compromissos continentais, a Grã-Bretanha tomava o controle do Atlântico e isolava as forças francesas na América do Norte.

Em julho de 1757, o primeiro-ministro Pitt, o Velho, subiu ao poder na Grã-Bretanha e conduziu a guerra com habilidade e vigor. Louisbourg caiu em 1758 e o ano de 1759 foi de vitórias britânicas. Com a ocupação de Montreal, em 1760, todas as possessões francesas no Canadá passaram às mãos dos britânicos.

Em 1761, a Espanha entrou na guerra e Pitt renunciou. A França assinara com a Espanha o chamado "pacto de família", pelo qual os britânicos perderam acesso aos portos de Portugal, o que provocou a invasão de Cuba pela Inglaterra e a ocupação de Manila, nas Índias Ocidentais.

O Tratado de Paris, assinado em 1763, regulou finalmente as disputas marítimas e coloniais. A guerra resultou na perda de todas as possessões francesas na América do Norte à exceção de Saint Pierre e Miquelon. A Grã-Bretanha conseguiu todo o Canadá, parte da Louisiana, Flórida, as ilhas das Antilhas , São Luís, além do reconhecimento de todas as suas conquistas nas Índias Ocidentais. A Espanha obteve o controle da outra parte da Louisiana, em compensação pela perda da Flórida para os britânicos.